Jornal de Commercio - Da China pra Carpina: Shandong participa de Copa Sub-16 na cidade

04/10/2017

O Shandong ganhou a simpatia da torcida de Carpina Sérgio Bernardo / JC Imagem

Tradicional time chinês disputou o torneio com outras 31 equipes em Carpina

Publicado em 29/09/2017, às 07h47

Leonardo Vasconcelos

Qual a ligação entre Carpina, na zona da mata norte do Estado, e Shandong, na China? A resposta seria nenhuma se não fosse um campeonato de futebol da categoria sub-16 que está sendo disputado desde o começo desta semana no município pernambucano. A Copa Carpina que envolve 31 times de 11 Estados do Brasil tem como destaque a participação inédita do Shandong Luneng.

Destaque não só na participação como também no resultado, já que a equipe chinesa surpreendeu a todos ao ganhar de times de expressão e se classificar para a segunda fase do torneio. “Para nós não foi uma surpresa e sim fruto do nosso esforço e dedicação. Cada um se doou muito para conquistar as vitórias que deram a classificação”, afirmou o lateral-direito e capitão do time, Xie Wenxi.

Logo na estreia da Copa, o Shandong ganhou por 1x0 do Expressinho-PE. Na segunda rodada, perdeu por 2x0 do Ceará, mas no último jogo se superou ao derrotar o tradicional Paraná por 1x0. Passou para as oitavas-de-final com propriedade como o segundo lugar do Grupo B, só perdendo no saldo de gols por dois tentos do líder Ceará.

Este grupo de garotos chineses está no país desde abril treinando no Desportivo Brasil (time que foi comprado em 2015 pelo Shandong), na cidade de Porto Feliz, no interior de São Paulo. Eles estão em regime de intercâmbio e passam oito meses disputando competições. Esta é a primeira vez deles em Pernambuco.

“O clima é bem diferente de São Paulo, mas estamos gostando desta passagem por aqui por poder jogar com outras equipes de bom nível”, afirmou o capitão Xie. O público que foi até o estádio Paulo Petribu, onde o torneio está sendo disputado, também gostou de ver os chineses em ação. “Nunca tinha visto um time chinês de perto e deu pra notar que eles são bem esforçados”, disse o autônomo Paulo Silva.



Com o apoio de boa parte da torcida, o Shandong enfrentou o Jacuipense-BA, ontem, no primeiro embate das oitavas de final. Na base da garra e força de vontade, destacada pelo público, o time lutou até o fim do jogo que terminou em 0x0. Na disputa dos pênaltis, porém, a equipe chinesa acabou perdendo por 5x4 e sendo eliminada do torneio que vai até domingo.
Mas resultado à parte, os jovens chineses já se consideraram vitoriosos nessa excursão a Pernambuco. Ao menos o respeito e a simpatia da torcida ganharam.

Neymar e Tardelli são os ídolos da garotada
Não importa a nacionalidade. O sonho de todos os garotos nessa idade é um só: se tornar um jogador de sucesso. Com a garotada das categorias de base do time chinês não é diferente e ela também almeja atuar pelo time profissional do seu coração. E em se tratando de Shandong não é pouca coisa, afinal a equipe é a quinta maior valorizada do cada vez mais disputado Campeonato Chinês.

O time ganhou três Super Ligas Chinesas e cinco Copas da China. O atual elenco conta com o zagueiro brasileiro Gil e o atacante Diego Tardelli, um ídolo na cidade e, claro, espelho para os mais jovens, como o também atacante Tian Yuda. “É um jogador muito bom e esforçado. Um atleta que eu me inspiro”, disse.

Mas como qualquer garoto que gosta e acompanha futebol, as referências dele ultrapassam as fronteiras do seu país. Questionado sobre o melhor jogador do mundo em sua opinião não pestanejou. “Com certeza Neymar. Um atacante excepcional que é brilhante não só na hora de marcar gol, mas também nas assistências para os seus companheiros”, opinou Tian.

As referências as grandes estrelas do futebol também podem ser vistas no visual dos garotos. O próprio Tian tem um corte inspirado no atacante brasileiro do PSG com mechas loiras. Da mesma forma seus colegas de time imitam os respectivos ídolos.
O volante Paierman, que marcou um dos gols da Shandong na Copa de Carpina, espera continuar fazendo outros para realizar o seu sonho. “Meu objetivo é conseguir fazer carreira no futebol chinês para um dia defender a minha seleção em uma Copa do Mundo”, disse o chinês, como diriam tantos outros jovens brasileiros.

Link da matéria:

http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/esportes/futebol/noticia/2017/09/29/da-china-pra-carpina-shandong-participa-de-copa-sub-16-na-cidade-309166.php

Fonte: http://jconline.ne10.uol.com.br