Aos 30 anos, Hernanes se acha no auge da carreira e sonha com volta a Seleção Brasileira

20/10/2015

Na Juventus, Hernanes está voltando a atuar como volante, posição que exerceu no início da carreira

Trinta anos é uma idade considerada avançada para um jogador de futebol. No entanto, para Hernanes, é o ponto alto da carreira – segundo as palavras do próprio jogador. Recém-contratado pela Juventus, atual campeã italiana, ele se vê mais experiente psicologicamente e em boas condições físicas para tentar uma vaga na Seleção Brasileira, conforme afirmou ao repórter Marcio Spimpolo, da Rádio Jovem Pan, em entrevista exclusiva.

“ A cada ano que passa eu me sinto melhor fisicamente, estou adquirindo força física. Conforme você amadurece também ganha força psicológica para passar pelos momentos bons e não bons. O tempo e a idade têm me ajudado, não me atrapalhado. Me vejo no auge da minha carreira”, disse o jogador. “Espero volta à Seleção o mais rápido possível. Estou bem concentrado, vestir a camisa da Seleção é um dos objetivos que eu tenho, estou trabalhando firme e forte e espero que os resultados em campo me levem de volta. Estou confiante”.

Agora na Juventus, Hernanes está tendo a oportunidade de disputar a Liga dos Campeões. “Eu vejo que é uma realização, uma conquista. É lógico que tem o peso de cada partida, cada uma é como se fosse uma final de campeonato, mas é uma alegria imensa ouvir o hino ao vivo, uma experiência muito legal”, comentou o meia sobre o hino que toca ao começo de cada jogo do torneio. “Aquela entrada é de arrepiar, quando tocou aquela musiquinha, que eu ouvia só na televisão, foi especial”.

No novo clube, seu terceiro na Itália, Hernanes está voltando a jogar como volante, depois de um período atuando como meia avançado na Inter. “Eu acabei a temporada do ano passado jogando mais na frente, como um meia ofensivo, e acabou que quando vim para cá me encontrei de volante, mais atrás. É a posição em que eu comecei, e gosto muito, e estou me readaptando aos poucos, porque a dinâmica em campo muda”, afirmou. “O futebol hoje em dia não tem mais essa de cada um tem a sua função e só faz isso, é mais eclético, todo mundo tem que atacar e defender, você não faz somente uma coisa”.

Por fim, ele esclareceu a polêmica de uma declaração dada quando chegou à Inter de Milão e que quase o complicou com os torcedores da Juve. “Quando eu cheguei na Inter, tinha citado o fato de que é um clube que nunca tinha ido para a Série B. Estava falando no sentido de que, quando eu comecei minha carreira como profissional, a primeira coisa que eu me preocupava era nunca ser rebaixado para a segunda divisão. Então, pelo fato de a Inter ter permanecido, eu ressaltei isso, mas não citei nenhuma outra equipe. Como a Juventus esteve na Série B, criaram essa polêmica. Mas eu expliquei e ficou tudo esclarecido”, concluiu Hernanes.

Fonte: http://jovempan.uol.com.br